A carregar Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já decorreu.

Marlene Monteiro Freitas com Cookie e Simon Lacouture

Dezembro 3, 2019 - Dezembro 9, 2019

Guintche – versão música ao vivo

Esta peça surge a partir de uma figura que desenhei a partir da memória de um concerto. Chamei-a Guintche e entretanto cresceu, ganhou vida própria, autonomia, rebelou-se. O desenho gera seres cujo destino é emanciparem-se. Guintche deixou de ser a prótese de um pensamento para se tornar numa dança. O movimento repetitivo e circular da música faz rodopiar Guintche progressivamente para fora de si: da cara sai o feio e o monstruoso, das mãos a máscara, mãos sucessivamente mastigadas, incorporadas e vomitadas; no seu rodopiar, rebolar, o corpo contrai-se, expande-se, transforma-se, desfigura-se. O ritmo inicial rodopia, expande-se a ponto de abarcar a totalidade da peça (só aparentemente tal não acontece), impõe a sua heterogeneidade e as suas diferenças, traz o desigual, determina sucessivas mudanças de direcção. O traço que se desenha entre um corpo e o outro é descontínuo; é o sair do corpo; a via da intensidade.

Coreografia e Performance | Marlene Monteiro Freitas
Música ao vivo | Cookie e Simon Lacouture (Bateria)
Luz | Yannick Fouassier
Música | Johannes Krieger (trompete), “Rotcha Scribida” de Amandio Cabral, Cookie (bateria), Otomo Yoshihide (excerto de um solo de guitarra), Anatol Waschke (estilhaços)
Figurino | Marlene Monteiro Freitas e Catarina Varatojo (shorts)
Produção | P.OR.K (Lisboa, PT)
Difusão | Key Performance (Stockholm, SE)

Co-produção | ZDB-Negócio, Lisboa (Lisboa, PT)
Residência Artística | O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo, PT), Alkantara Festival (Lisboa, PT)
Apoio | Re.Al (Lisboa, PT), Forum Dança (Lisboa, PT), Bomba Suicida (Lisboa, PT)
Agradecimentos | Avelino Chantre, Pedro Lacerda, João Francisco Figueira, Anatol Waschke.

Foto Laurent Paillier

Detalhes

Início:
Dezembro 3, 2019
Fim:
Dezembro 9, 2019
Categoria de Evento:
Etiquetas de Evento: