Conferências

O maior desafio que o nosso país enfrenta é o seu próprio desenvolvimento e a capacidade de sair de um sistema endémico de estagnação onde inúmeras reformas de fundo estão por fazer, a assimetria entre ricos e pobres é gritante e a pobreza é ainda uma constante. Perante a ausência de muitas respostas por parte do sistema político, testemunhamos cada vez mais um despertar dos cidadãos para um desígnio importantíssimo na reflexão e intervenção nas mais diversas causas que permeiam a nossa vida em sociedade. Estas conferências são o nosso pequeno contributo.

Procurando a resposta na capacitação desses mesmos cidadãos, o debate e o cruzamento de ideias tem uma importância fulcral. O título deste ciclo de debates é TEMOS E NÃO SABEMOS e a estrutura que o guiará é a própria estrutura do debate que a sociedade procura: não apenas discutir os problemas e a sua solução, mas sobretudo discutir as oportunidades que estão ao nosso alcance para construirmos um futuro melhor.

TEMOS E NÃO SABEMOS, pois a falta de cultura, de educação e de cidadania são hoje uma venda opaca que não nos deixa descobrir tantas e tantas oportunidades que estão à nossa volta. Entramos e saímos de crises pois não construímos modelos sólidos assentes nestes pressupostos. Gostaríamos de debater numa lógica de bom senso e saber, com contributos experientes mas também novas caras e novas ideias. Vamos discutir o futuro, a sociedade em que gostaríamos de viver e o modelo de país que imaginamos. E vamos ouvir os que pensam sem narrativas fixas.

As conferências terão lugar mensalmente, a um sábado de manhã, entre Janeiro e Julho de 2020 no Espaço do Tempo em Montemor-o-Novo e terão 3 convidados, sendo conduzidas por Ana Sousa Dias. Após um momento de encontro a partir das 10:00 à volta de um segundo café e uma leitura de jornal, a conferência inicia-se às 10:30 estendendo-se até às 13:30, incluindo um generoso tempo de diálogo com o público. As conferências serão difundidas em streaming através da página de Facebook do Espaço do Tempo, e posteriormente alojadas num canal youtube e publicadas on-line, na página web do Espaço do Tempo. A curadoria é de Rui Horta.

Portugal na terceira década do milénio
Portugal, uma diversidade ambiental única
O nosso Clima, entre o benigno e o extremo
Empresas e Indústrias de referência / oportunidades do sector
Ciência e Tecnologia, novos desafios
A Cultura e os nossos criadores
Demografia. Problemas e oportunidades